22 de abril, 2019

Agente da Transformação Social e Difusor do Conhecimento Científico

A falta de acento na língua inglesa

A falta de acento na língua inglesa

Vocês já sentiram a falta que faz o acento? Pois bem, as palavras em inglês não se acentuam, poucas são as exceções emprestadas do francês como: fiancée (noiva), fiancé (noivo), e resumé (currículo). Para nós, brasileiros, isso pode ser um problema na hora de dizer certas palavras de forma correta.

Qual é a sílaba tônica? Ou melhor dizendo: Qual o “stress”? Se não reconhecemos determinadas palavras por já ter escutado e nos deparamos com a sua forma escrita, essa é uma pergunta necessária, e como responder? Os dicionários são de grande ajuda nessa hora pois a sílaba tônica é sublinhada (desperate) ou indicada com um sinal (´desperate). “Desperate” (desesperado(a)) é um exemplo dessas palavras diariamente confundidas por brasileiros que tendem a se comunicar  “desperate”,  ou até mesmo, “ desesperate” pela proximidade com o português.

Outra dificuldade quanto à questão da sílaba tônica é a sua mudança no caso de substantivos ou adjetivos quando se transformam em verbos. Vejamos alguns casos:

He used to be a rebel. (adjetivo)
He rebelled against the situation. (verbo)

It’s a great record. (substantivo)
What are you recording? (verbo)

Complicando as coisas ainda mais, temos a diferença de pronúncia entre inglês americano e inglês britânico. Por exemplo, os americanos falam con‘tribute, e os ingleses falam ‘contribute.

Percebe-se então que há dois caminhos para pronunciarmos de forma correta uma palavra. Primeiramente precisamos de muito trabalho auditivo, ouvir, ouvir e ouvir e na hora da dificuldade, nada como um bom dicionário de inglês para salvar, também nas questões de pronúncia. E não fique se sentindo mal com isso, no fim das contas até os falantes nativos de vez em quanto precisam usar esse processo.

acentosFonte: ICBEU SJC

CC BY 4.0 A falta de acento na língua inglesa by Jornalismo Colaborativo is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Sobre o Autor

Jornalismo Colaborativo

Principal site de Jornalismo Colaborativo, destaque no Intercom – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação XXIII / Prêmio Expocom 2016 e referência em startups de jornalismo na 300ª edição da Revista Imprensa em 2014.

OUTRAS PUBLICAÇÕES

Este site possui segurança certificada SiteLock

SiteLock