19 de abril, 2019

Agente da Transformação Social e Difusor do Conhecimento Científico

Alta no dólar aumenta insegurança dos brasileiros

Foto: Rafael Neddermeyer /  Imagem Pública
Foto: Rafael Neddermeyer / Imagem Pública

Em outubro de 2002, a cotação do dólar causou espanto no mercado cambial brasileiro, ao atingir R$ 3,99.  Já nesta terça-feira, 22 de setembro, o dólar fechou acima de R$ 4,00, chegando a R$ 4,05, registrando a maior alta da moeda desde a criação do Real.

Segundo analistas, ao contrário do início da semana, na segunda-feira, o Banco Central não se posicionou com a venda US$ 3 bilhões das reservas internacionais e continuou com a renovação dos leilões sobre a venda de dólares no mercado futuro.

Além disso, o FED (Federal Reserve), Banco Central norte-americano, indicou que o banco poderia aumentar os juros dos EUA antes do fim do ano, contribuindo também para a alta do dólar, que além das altas taxas de juros, tem pressionado outros países emergentes. Resultado: fuga de investimentos no Brasil com aplicação em títulos do Tesouro norte-americano, como último recurso, guardada as devidas circunstâncias.

E para o Natal? Prepare seu bolso porque que ainda nem chegamos no Dia das Crianças.

CC BY 4.0 Alta no dólar aumenta insegurança dos brasileiros by Jornalismo Colaborativo is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Sobre o Autor

Jornalismo Colaborativo

Principal site de Jornalismo Colaborativo, destaque no Intercom – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação XXIII / Prêmio Expocom 2016 e referência em startups de jornalismo na 300ª edição da Revista Imprensa em 2014.

OUTRAS PUBLICAÇÕES

Este site possui segurança certificada SiteLock

SiteLock