24 de junho, 2019

Agente da Transformação Social e Difusor do Conhecimento Científico

Chiara Marano

chiaraperfilEla é a atual Bicampeã Brasileira de Ski Alpino nas disciplinas Slalom e Slalom Gigante. Com uma personalidade forte e determinada, Chiara Marano que mora na Itália, conquistou nesta quarta-feira (22), mais uma medalha no Valle Nevado (Chile). Em um esporte dominado pela russas e alemãs, Chiara está sempre tentando superar seus limites. Conheça um pouco mais desta atleta que carrega as cores da seleção brasileira de desporto da neve.

TI – Em 2006 você foi destaque do Ano e em 2007, ganhou o prêmio de Atleta do Ano. Atualmente você é bicampeã de Ski Alpino nas disciplinas de Slalom e Slalom Gigante. O que isso representou na sua vida?
CM – Todos estes “prêmios” sempre foram incentivos para continuar treinando sempre mais e conseguir resultados sempre melhores.

TI – Você também coleciona diversas medalhas na categoria e em várias outras disciplinas. A que ou a quem você atribui o sucesso da vitória?
CM – O sucesso eu atribuo a mim e a meus treinadores pela preparação e a minha família pelo apoio!

chiara

TI – Sua mãe é brasileira, mas seu pai é italiano. Embora você tenha nascido em Milano, é naturalizada brasileira? Por que optou pela madre patria? (se achar que pode implicar negativamente, podemos excluir esta pergunta).
CM – Optei pela pátria brasileira porque desde pequena venho todo o ano para o Brasil. Gosto muito de ficar aqui. Mesmo morando na Itália, competindo pelo Brasil, tenho uma maneira de ficar sempre perto da Madre pátria.

TI – Como você analisa o incentivo para o esporte na Itália? Como no Brasil, os italianos fazem do futebol um grande negócio. Porém, há programas de base direcionados a futuros atletas e infraestruturas suficientes na Itália para os esportes de inverno?
CM – mesmo sendo o futebol o esporte nacional, o governo incentiva bastante todos os esportes, e também os esportes de neve. Por isso também o nível da esquipe de esqui italiana é entre os melhores do mundo.

TI – Além do esqui, você pratica outro esporte?
CM – Eu practice windsurf, surf, mountain bike. E obviamente academia para treino físico.

chiaram

TI – Você tem um preparador físico e equipe de treinamento?
CM – Eu não treino com a equipe brasileira porque gosto de treinar em Tarvisio (cidade originaria do meu pai no norte da Itália), onde tenho uma parte da família e amigos de infância. Tenho um treinador técnico lá e em Milano onde eu moro eu tenho um preparador físico.

TI – Recebe patrocínio ou bolsa do Governo para custear as despesas do esporte?
CM – Só vou começar a receber a bolsa atleta nacional do governo este ano.

TI – Segue as orientações de um nutricionista? Como é a sua dieta?
CM – Tenho um plano alimentar de nutricionista. As principais regras são de comer sempre um pouco de cada categoria alimentar e de comer 6/7 vezes por dias contando os três principais (café, almoço, jantar).

TI – Você tem preferência por massa, queijo e vinho? Qual a sua refeição predileta?
CM – Minha refeição predileta é uma pasta italiana com salsa de tomate feita em casa.

marano

TI – Como é a sua rotina de treinamento? Pratica todos os dias?
CM -Treino todos os dias: se estou na neve treino de manha até hora do almoço e a tarde faço uma hora de ginastica. Se estiver em casa eu treino duas horas na academia.

TI – Exerce outra atividade profissional que não esteja ligada ao esporte?
CM – Estudo direito na faculdade de Milano.

TI – O que gosta de fazer em seu tempo livre? É mais caseira ou gosta de sair?
CM – Eu gosto de praticar outros esportes, passar tempo com amigos e sair. Mas como eu fico bastante fora de casa, eu também gosto de passar tempo em casa ajudando e curtindo minha família.

chiarama

TI – As olimpíadas estão chegando, a concentração aumenta. Ainda consegue tempo para namorar ou simplesmente não pensa nisso?
CM – A concentração aumenta, mas consigo namorar com um menino de Milano que também estuda e me da muito apoio com o meu esporte.

TI – Você já atingiu índices suficientes para representar o Brasil nos Jogos Olímpicos de Inverno em 2014. Onde será a sua preparação? Pretende treinar em Sochi?

CM -Minha preparação será nos mesmos lugares que eu treinava antes e com a mesma estrutura. Com certeza será ainda mais intensa.

TI – Você fará as provas de Ski Alpino? Quais foram os critérios mais importantes que a CBDN estabeleceu para a classificação?
CM – A CBDN estabeleceu contar os melhores cinco resultados do ano passado até dia 31 de dezembro de duas disciplinas: Slalom especial e Slalom gigante

TI – Qualquer um pode praticar Ski Alpino sem grandes restrições?
CM – Para começar qualquer pessoa pode; para virar atleta precisa estar bem e forte fisicamente e não ter medo de velocidade.

chiara-maranoTI – O que você poderia sugerir aos atletas brasileiros que sonham praticar esqui, mas como moram em um país tropical não conseguem fazê-lo?
CM – Eu sugiro ir pra prova o esporte no Chile ou na Argentina que ficam perto do Brasil, e se querem começar a competir eles podem conversar com a CBDN que organiza campos de treino na Europa.

 

 

 

 

CC BY 4.0 Chiara Marano by Jornalismo Colaborativo is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Sobre o Autor

Jornalismo Colaborativo

Principal site de Jornalismo Colaborativo, destaque no Intercom – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação XXIII / Prêmio Expocom 2016 e referência em startups de jornalismo na 300ª edição da Revista Imprensa em 2014.

OUTRAS PUBLICAÇÕES

Este site possui segurança certificada SiteLock

SiteLock