20 de abril, 2019

Agente da Transformação Social e Difusor do Conhecimento Científico

Digitalização de obras de arte: saiba como funciona

Um dos maiores desafios e vantagens em se fazer a digitalização de obras de artes é tornar possível que esse material alcance o público interessado. Isso faz com que os produtos cheguem a quem deseja o acessar, mas que muitas vezes não consegue, ter contato com o que gostariam.

Para se fazer a digitalização de obras de arte há todo um processo bastante detalhado e de grande responsabilidade, que implica grande aparato tecnológico, tanto em relação ao acesso, quanto ao processo de digitalizar.

No entanto, para Diretora Comercial e de Operação da Mex Brasil, empresa especializada em digitalização de documentos, Val Guimarães, esse é um caminho mais do que necessário e uma tendência para o futuro. Ela lembra ainda que esta é uma forma de levar o acesso de obras de arte a um número muito maior de pessoas.

O processo de digitalização de obras de arte

A etapa mais complexa do processo de digitalização da obra, é a captura da imagem, que é o ato de se fotografar com os dispositivos digitais disponíveis. Por isso, essa fase requer um bom planejamento, capaz de integrar todas as etapas aos processos que se segue.

Nessa hora também é importante a experiência da empresa que vai realizar o serviço, pois conta muito a forma como se trabalha e os equipamentos usados, como câmeras digitais e backs scanners que em quanto maior for a qualidade desses equipamentos, melhor será o resultado.

Entre as várias formas de se digitalizar obras de artes, há alguns pontos em comuns, como obedecer normas, do ISO, responsável pela área e, também respeitar todas as recomendações do CONARC e pelo Arquivo Nacional.

Quais obras podem ser digitalizadas

Basicamente qualquer obra de arte pode ser digitalizada, desde livros, pinturas e esculturas, em fim qualquer coisa. Entre as mais comuns, encontram-se:

  • Livros
  • Fotos
  • Pinturas
  • Esculturas
  • Gravuras
  • Jornais antigos

O mais importante na digitalização dessas obras é a sua capacidade de dar acesso a um número muito maior de pessoas, em variados lugares, em todos os momentos possíveis, bastante para isso, apenas uma conexão com a internet.

Mas além se levar o aceso a um maior número de pessoas, outro fator importante é a questão da preservação da obra para sempre. Pois ao digitalizar uma obra, ela será eternizada, para sempre, mesmo que um dia, sua versão original não exista mais, garante Val, aqui no Jornalismo Colaborativo.

CC BY 4.0 Digitalização de obras de arte: saiba como funciona by Andrielle Bressane is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Sobre o Autor

Andrielle Bressane

Jornalista engajada na área digital com especialidade em marketing de conteúdo. Amo escrever sobre tudo...

OUTRAS PUBLICAÇÕES

Este site possui segurança certificada SiteLock

SiteLock