19 de abril, 2019

Agente da Transformação Social e Difusor do Conhecimento Científico

ESO – Observatório Europeu do Sul
Fotografia: ESO/H.H. Heyer

ESO – Observatório Europeu do Sul

A jornalista Laís Duarte foi até o Chile para mostrar como a visão do homem sobre o Universo mudou de quatrocentos anos para cá, quando em 1609, Galileo Galilei apontou seu telescópio para o espaço pela primeira vez.

Hoje, a astronomia conta com ferramentas avançadas e instrumentos cada vez mais potentes que cientistas do mundo todo acreditam que os segredos escondidos nas estrelas e nos planetas estão muito próximos de serem revelados.

O observatório mais produtivo do mundo com infraestrutura de última geração para pesquisas no campo da Astronomia, tem como objetivo principal fornecer dados preciosos para astrônomos e astrofísicos, permitindo-lhes assim fazer ciência de ponta nas melhores condições possíveis.

Além dos centros científicos, técnicos e administrativos em Garching, na Alemanha, o ESO também possui outros três observatórios em Atacama, no Chile.

Há 11 anos, o Observatório Europeu do Sul e mais de uma centena de cientistas de todos os países europeus estão envolvidos no desenvolvimento do maior telescópio óptico/infravermelho existente na Terra. Com um espelho primário de 39 metros de diâmetro, ele já é conhecido como “o maior olho do mundo virado para o céu”.

Saiba mais sobre o ELT (European Extremely Large Telescope) neste vídeo:

CC BY 4.0 ESO – Observatório Europeu do Sul by Jornalismo Colaborativo is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Sobre o Autor

Jornalismo Colaborativo

Principal site de Jornalismo Colaborativo, destaque no Intercom – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação XXIII / Prêmio Expocom 2016 e referência em startups de jornalismo na 300ª edição da Revista Imprensa em 2014.

OUTRAS PUBLICAÇÕES

Este site possui segurança certificada SiteLock

SiteLock