21 de novembro, 2017


O empreendedor joseense que criou as primeiras startups de jornalismo no Vale do Paraíba

Depois de apresentar um artigo científico no INIC, evento organizado pelo IP&D Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento da Univap, com o apoio do CNPQ,  Fapesp CAPES, Georges Kirsteller Ryoki Inoue, estudante de jornalismo da FCSAC  Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas e Comunicação, decidiu desenvolver sua própria aceleradora WebStartup.

O diferencial da WebStartup é não ficar apenas no mundo das ideias. A proposta é receber a semente do Cliente e logo iniciar a plantação, uma vez que temos terreno fértil e ferramentas necessários para cultivar um projeto de startup. – Georges Kirsteller Ryoki Inoue

startupsNa realidade, Georges que já trabalhou em agências e jornais de São Paulo e Santa Catarina, desde cedo passou a colher os frutos de suas primeiras ideias.

Em 2000, 2001, 2002, 2003 e 2004, venceu o iBest. Em 2010 voltou para São José dos Campos, sua Terra Natal, assim que seu pai adoeceu e criou o Selo Editorial Ryoki Produções. Produtora que fundou, tendo publicado mais de 500 livros e que foi destaque na Bienal do Livro em São José dos Campos. Em 2012 foi responsável pelo marketing da Rede Alumni com os sites Quero Bolsa e Quero Estágio.

Em maio de 2014, a Revista Imprensa fez referência ao projeto de Jornalismo Colaborativo, em edição comemorativa de número 300. Leia trecho da reportagem a seguir:

revista-imprensa-300VEIA EMPREENDEDORA

O estudante de jornalismo da Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas e Comunicação (FCSAC), do Vale do Paraíba, Georges Kirsteller Ryoki Inoue, analisa o mercado desde 2010. Decidiu, em 2012, desenvolver sua própria incubadora, a WebStartup. Para não perder dinheiro e manter as iniciativas, aproveitou as ocorrências de resultados no Google e ofereceu serviços e publicidade. “Dessa forma, consigo experimentar diferentes nichos. É assim com o Temporada de Inverno, uma revista digital sobre moda, turismo e esportes radicais. Ou ainda, as publicações eletrônicas como o Vale Jornal, Vale Shimbun e Vale Publicar que também se tornaram plataformas sustentáveis de um projeto em early stage sobre jornalismo colaborativo”, completa. A WebStartup já conta com mais de vinte projetos, e, no momento, Georges estuda algumas propostas. “Apesar de contar com colaboradores especializados em diversas formações, incluindo pesquisadores, jornalistas, historiadores, sociólogos e filósofos, o mercado regional ainda mostra certa resistência com este modelo, já que falta mão de obra qualificada para vender publicidade e serviços editoriais”, diz Inoue. (por Gabriela Ferigato, Repórter – Revista Imprensa)

Veja abaixo quais são as startups de conteúdo que fazem parte do Jornalismo Colaborativo:

www.jornalismocolaborativo.com – Site principal de notícias e correspondentes
www.webstartup.com.br – Site Institucional para desenvolvimento de startups
www.valestartup.com.br – Conjunto de startups e projeto de crowdfunding
www.valepublicar.com.br – Site de notícias e publicações online
www.valejornal.com.br – Notícias do Vale do Paraíba
www.valeshimbun.com.br – Notícias da comunidade japonesa
www.valechef.com.br – Notícias, Receitas e Guia de Gastronomia
www.valesjc.com.br – Negócios em São José dos Campos e Região do Vale
www.valeempregar.com.br – Portal de Empregos no Vale
www.valeteatro.com.br – Divulgação e notícias culturais
www.temporadadeinverno.com – Moda, turismo e esportes radicais
www.turol.com.br – Portal de Turismo e Aventura
www.ValeDesigner.com.br – Portfólio e alguns cases
Entre outros…

Georges tem planos e alguns projetos culturais na gaveta que aguardam a hora certa para lançamento. Porém, este jovem de 33 anos afirma que está aberto à propostas de parcerias e investimentos em early-stage.

CC BY 4.0 O empreendedor joseense que criou as primeiras startups de jornalismo no Vale do Paraíba by Jornalismo Colaborativo is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Sobre o Autor

Jornalismo Colaborativo

Principal site de Jornalismo Colaborativo, destaque no Intercom – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação XXIII / Prêmio Expocom 2016 e referência em startups de jornalismo na 300ª edição da Revista Imprensa em 2014.

OUTRAS PUBLICAÇÕES