24 de junho, 2019

Agente da Transformação Social e Difusor do Conhecimento Científico

O que é preciso para se tornar um cientista

O que é preciso para se tornar um cientista

Pierre e Marie Curie em no laboratório quando o radium foi descoberto. (Henri Manuel, Paris)
Pierre e Marie Curie no laboratório onde o radium foi descoberto. (Henri Manuel, Paris)

A forma  que o aluno tem para começar seu contato com o meio científico é a Iniciação Científica, realizada por meio de estágios em laboratórios de pesquisas, com o objetivo de desenvolver um projeto durante qualquer curso de graduação, sendo necessário ter o conhecimento de uma outra língua.

O projeto é o primeiro caminho que irá direcionar as atividades de pesquisas em um laboratório, o qual chamamos de documento, e nele, deve constar a fundamentação teórico-metodológica, assim, a compreensão do caminho a ser seguido ficará mais claro. Como também, deve constar nele o objetivo do trabalho.

Na Iniciação Científica, o aluno pode ter um projeto somente para ele, podendo ser inserido em um projeto mais amplo, que geralmente é financiado por algum órgão, como o CNPq ou FAPESP. Durante o desenvolvimento do projeto, o aluno passa a ter contato com atividades científicas dentro da instituição, a chamada pesquisa acadêmica. É neste momento que começa a construção do conhecimento.

A teoria ajuda o aluno a despertar ao fato de como é a ciência e isso normalmente o fascina. Um dos requisitos para iniciar os estudos acadêmicos direcionados a projetos é que se tenha um orientador,  este o direcionará em seus estudos, fazendo indicações de leituras dentro da área desejada, e são muitas, diga-se de passagem. Assim, inicia-se o contato com publicações  científicas e grande parte delas é em Inglês.

Mediante isso, se caso entrar em um curso superior e pretende ser cientista, irá precisar, no mínimo, de saber ler em inglês para poder compreender os artigos da área, sendo que cada um deles têm suas terminologias e técnicas.

Desse modo, portanto, o inglês torna-se uma necessidade prioritária para que o seu sonho de ser um cientista possa ser realizado, pois, além de ter que saber ler na língua inglesa, poderá surgir oportunidade de viajar para o exterior por motivo de estudo e/ou trabalho, sendo assim, caso não tenha o conhecimento da língua inglesa,  matricule-se em um curso conceituado imediatamente!

No Brasil, o Instituto Cultural Brasil Estados Unidos é referência na aplicação de importantes exames para a carreira, reconhecidos pela Embaixada Americana. Localizado em São José dos Campos, o ICBEU oferece cursos como o Exame TOEFL IBT e o TOEFL ITP, requeridos para a maior parte dos estudantes estrangeiros que perseguem o sonho de um mestrado ou doutorado fora do país.

Além disso, a graduação em uma universidade estrangeira, onde se fala inglês, pode ser uma grande vantagem porque a experiência internacional é muito valorizada no mercado de trabalho.

CC BY 4.0 O que é preciso para se tornar um cientista by Jornalismo Colaborativo is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Sobre o Autor

Jornalismo Colaborativo

Principal site de Jornalismo Colaborativo, destaque no Intercom – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação XXIII / Prêmio Expocom 2016 e referência em startups de jornalismo na 300ª edição da Revista Imprensa em 2014.

OUTRAS PUBLICAÇÕES

Este site possui segurança certificada SiteLock

SiteLock