26 de junho, 2019

Agente da Transformação Social e Difusor do Conhecimento Científico

Urologistas reforçam a importância da campanha Novembro Azul

Novembro Azul

Ao longo do mês de novembro, todas as mídias estiveram engajadas na promoção da campanha Novembro Azul. Com o apoio da SBU, Sociedade Brasileira de Urologia, diversas ações de conscientização em relação ao câncer de próstata e seus riscos vêm sendo realizadas em todo o Brasil.

Não se trata de mero apelo indiscriminado para que homens compareçam aos consultórios e clínicas de urologia. O intuito é, através da disseminação da informação, vencer os obstáculos que ainda impedem que homens, principalmente os maiores de 45 anos, de realizar exames para diagnóstico precoce da doença. Se detectado tardiamente, o câncer prostático é potencialmente fatal, ou causador de gravíssimas sequelas, como impotência e infertilidade.

Quais os critérios para prescrição de tratamentos para câncer de próstata?

Os urologistas credenciados pela SBU, antes de indicar tratamento conservador ou intervenção cirúrgica, sempre realizarão minucioso trabalho de investigação de sintomatologia, com base em informações individuais e outros exames além do de toque retal e o de PSA, os primeiros para diagnóstico da neoplasia.

Para homens abaixo de 40 anos, por exemplo, se confirmado o câncer, o tratamento deverá ser feito com acompanhamento constante. Afinal, eles representam apenas 2% dos casos de câncer de próstata, mas, em compensação, costumam apresentar formas mais agressivas da doença.

Em relação aos homens mais idosos, principalmente os maiores de 70 anos, enfatiza o médico urologista Paulo Salustiano, da Vivace, clínica de urologia no Rio de Janeiro “o cuidado com homens idosos é no sentido de evitar procedimentos cirúrgicos invasivos como a prostatectomia – a remoção da próstata. Nessa faixa etária, cirurgias debilitam o homem, que, em idade avançada, tem dificuldade em se recuperar. Por isso, todo tratamento deve ser prescrito com máxima cautela”.

Metade dos homens brasileiros jamais foi ao médico urologista

Desde o início, a campanha Novembro Azul baseia suas ações em pesquisas realizadas por instituições de credibilidade, como a própria SBU, apoiadas por outros órgãos públicos e privados. Uma delas constatou, no mês de julho de 2015, que 51% dos homens brasileiros jamais compareceram a uma consulta com um urologista. Os motivos apontados: falta de tempo e medo.

Em compensação, outra pesquisa revela que 30% dos homens que vão ao médico urologista o fazem por influência de suas companheiras. É por isso que a conscientização é tão importante, e, quando bem feita, impacta positivamente em homens, que cuidarão melhor da saúde, e mulheres, que terão companheiros mais ativos e felizes.

CC BY 4.0 Urologistas reforçam a importância da campanha Novembro Azul by Andrielle Bressane is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Sobre o Autor

Andrielle Bressane

Jornalista engajada na área digital com especialidade em marketing de conteúdo. Amo escrever sobre tudo...

OUTRAS PUBLICAÇÕES

Este site possui segurança certificada SiteLock

SiteLock