27 de junho, 2019

Agente da Transformação Social e Difusor do Conhecimento Científico

Vagas para oficinais culturais

A Fundação Cultural Cassiano Ricardo, de São José, abriu quatro editais para realização de oficinas artísticas e culturais, para a cessão de teatros e para parcerias com instituições da cidade. Todos eles são válidos para este ano.

As atividades, que envolvem aulas de dança, teatro, entre outras, atendiam, no ano passado, a 6.000 pessoas.

“É um credenciamento, na verdade. Nossos editais não são excludentes”, ressalta a assessora de relações institucionais Jacqueline Baumgratz.

O que poderá deixar algum participante de fora, segundo ela, é falta de algum item exigido no edital, como, documentação, CNPJ, experiência. Já no caso dos monitores, pode não ser chamado o inscrito se não houver demanda comunitária. Só as vagas para oficinas é que serão preenchidas por sorteio.

As atividades terão início só em abril. De acordo com o presidente da FCCR, Alcemir Palma, as reuniões com os artistas “Diálogos Culturais”, que foram realizadas durante fevereiro e o início de março, serviram também para auxiliar na elaboração desses editais.

Desde fevereiro, a atual gestão da FCCR, escolhida pelo governo do PT, do prefeito Carlinhos Almeida, é alvo de crítica, principalmente por pessoas ligadas à antiga administração do PSDB, de atrasar o início das oficinas.

Oficinas. Para a realização das oficinas nos espaços culturais da cidade, foram abertos dois editais: um de projetos/monitores e outro chamado Arte nos Bairros.

No primeiro, o monitor vai propor um projeto com o tipo de atividade que gostaria de realizar durante 2013.

No segundo, os munícipes devem se inscrever para as atividades às quais têm interesse. O número de vagas ainda não foi divulgado. “A pessoa vai escolher por área (dança, música etc). Depois que for sorteada, vai escolher a oficina que quer fazer”, disse Jacqueline.

Para ela, o edital para monitores deveria ter sido aberto em 2012, pois, assim, já se saberia quais oficinas seriam realizadas e o número de vagas.

No edital de parceria, as instituição sem fins lucrativos podem demonstrar interesse em receber um dos projetos da Fundação Cultural.

Teatros. Quem quer usar algum dos teatros da FCCR — Municipal, Cine Santana e Dailor Varela (Flávio Craveiro) — deve participar do edital “Cessão de Uso de Espaços”.

“Entendemos que os editais são a melhor maneira de democratização do acesso. É mais justo, qualquer um se inscreve”, disse Jacqueline.

O investimento para a realização das atividades será de até R$ 950 mil. Elas devem atender 8.000 pessoas.

OS EDITAIS

‘Arte nos Bairros’
Para quem: jovens e adultos interessados em fazer alguma oficina da FCCR nos espaços culturais da cidade
Inscrições: de 04/03 a 04/04. Início no dia 15/04

‘Projeto/ Monitores’
Para quem: interessados em oferecer oficinas nos espaços da FCCR, com experiência
Inscrições e entrega de documentos: de 04/03 a 18/03. Início a partir de 15/04

‘Parceria’
Para quem: pessoas jurídicas e sem fins lucrativos, sediadas em São José, com finalidade cultural, educativa ou assistencial, que queiram receber atividades da Fundação Cultural
Inscrições: de 01/03 a 28/03. Realização das ações a partir de 15/04

‘Cessão de Uso de Espaço’
Para quem: Academias, grupos de teatro, de dança, de música, audiovisual, circo e outras manifestações artísticas e culturais que queiram compor a programação do Teatro Municipal, Cine Santana e do Dailor Varela (Flávio Craveiro)
Inscrições: 04/03 a 22/03. Período de programação: de 15/04 a 22/12

Mais informações
Todos os editais estão disponíveis no site da FCCR:
www.fccr.org.br
Telefone: (12) 3924-7300

FONTE: O Vale, FCCR, Foto: Eduardo Trevor

CC BY 4.0 Vagas para oficinais culturais by Jornalismo Colaborativo is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Sobre o Autor

Jornalismo Colaborativo

Principal site de Jornalismo Colaborativo, destaque no Intercom – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação XXIII / Prêmio Expocom 2016 e referência em startups de jornalismo na 300ª edição da Revista Imprensa em 2014.

OUTRAS PUBLICAÇÕES

Este site possui segurança certificada SiteLock

SiteLock