Header ad
Header ad
Header ad
Árvore Sagrada

Árvore Sagrada

sagrada árvore“Árvore Sagrada Semente divina
De equilíbrio, sabedoria
E humanas possibilidades de ser.
Abençoa o meu Aprendizado neste mundo
Para que eu possa
Cumprir o meu papel
Como filha(o) da Mãe Terra
E do Pai Céu,
Forma da minha alma que anseia
A harmonia, a entrega e a Paz!”

Quando resgatamos historias e tradições, sejam pessoais ou coletivas, é natural que os símbolos sejam expressão e resultado desta busca. Quantas vezes nos flagramos nessa caminhada humana emocionados, reverenciando símbolos ”esquecidos”, cuja memória é acionada em coisas tão simples como um cheiro, um som, uma cor.

É com essa visão que iremos transitar por alguns símbolos neste encontro, levando sinais ao coração para que sejam decodificados mansamente pela verdadeira linguagem atemporal, universal e liberadora que é a compreensão por meio do amor. O primeiro dos símbolos desta caminhada é a Árvore Sagrada. Ela é inerente à cosmogonia dos povos nativos americanos e é com ela que o Mito da Criação assume suas mais poéticas formas, pois a Árvore reflete os ensinamentos da Roda de Medicina.

O seu centro é o ponto simbólico da Criação e ela representa a Vida, os ciclos do Tempo, a Terra e o Universo. A Roda de Cura e, assim como a Árvore Sagrada, um símbolo que nos fala da própria gênese e se torna, aqui, o fio condutor da história desse honrado povo que resgatou os seus ensinamentos antigos, considerados de vital importância para a sua sobrevivência.

Para cada pessoa da Terra o Criador plantou uma árvore e à sua sombra ela pode sentar-se e encontrar cura, poder, sabedoria e segurança. Isto faz de cada árvore um ser sagrado que deve ser protegido e reverenciado. Enquanto as raízes da árvore se aprofundam no corpo da Mãe Terra, os galhos se erguem, como mãos em posição de oração, para o Pai Céu. Os frutos desta árvore são as boas coisas que o Criador tem dado ao seu povo: ensinamentos que mostram o caminho para o amor, compaixão, generosidade, paciência, sabedoria, justiça, coragem, respeito e humildade, entre outras dádivas.

Na sua sabedoria, os anciões interpretam a vida da árvore como a vida dos humanos. Tanto que se as pessoas se afastam da árvore (do seu Eu Divino e Superior), da sua sombra protetora e deixam de provar e se alimentar dos seus frutos, elas adoecem, perdem o seu poder pessoal, deixam de sonhar e ter visões. Tornam-se inaptas a falar a verdade e a se relacionar com honestidade, passando a viver cheias de raiva, ódio e melancolia.

Essas coisas, ensinam os anciões, foram reveladas no passado para que a árvore nunca morresse. Enquanto a árvore viver, o povo viverá.

A Árvore Sagrada é um símbolo de proteção. A sua sombra protege do Sol e ela é fonte de material para casas e cabanas de cerimônias que dão proteção física e espiritual. Ela prove o Fogo que aquece no frio. Sua casca representa uma proteção às agressões do mundo externo e providencia materiais dos quais caiaques e canoas são feitos.

A Árvore Sagrada simboliza a união das mais diferentes tribos e representa o lugar de proteção no Mundo, a morada da paz, contemplação e centramento. Assim como um verdadeiro útero materno, é da Árvore da Vida que nos alimentamos e é dela que nascem nossos valores e potencialidades enquanto seres humanos únicos.

Fonte: Magia Xamânica, Roda de Cura – Derval Gramacho e Victória Gramacho
Arte: Pinterest


Caminho do GuerreiroO Caminho do Guerreiro surgiu como um desejo de partilhar conhecimentos, experiências e vivências de vida onde se busca aprender, sempre tendo humildade para ouvir as histórias dos outros.  Por Luiz Felipe Kavales, terapeuta de reiki xamânico e entusiasta do estudo das ervas, medicinas naturais e dos cristais. Aprendiz da espiritualidade e das terapias indígenas.

CC BY 4.0 Árvore Sagrada by Luiz Felipe Kavales is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Outras Publicações

SiteLock