Header ad
Header ad
Header ad
Vivemos no Automático ou com Propósito

Vivemos no Automático ou com Propósito

Nota do Editor

  • Professor de Inglês explica como é possível viver com qualidade e de um modo mais consciente e ainda reforça a importância de tomar decisões nas escolhas que fazemos durante a vida.

Vivemos no Automático ou com Propósito

Já mostramos aqui na Rede de Comunicação do Jornalismo Colaborativo a iniciativa inspirada no TED Talks, pelo ICBEU Centro Binacional, escola de Idiomas de São José dos Campos reconhecida oficialmente pela Embaixada dos Estados Unidos. Com o objetivo de mostrar ao público o poder de refletir, conversar e se conectar com novas ideias, este ano a instituição apresenta o ICBEU Talks com o professor de Inglês Paulo Miguel Chaddad de Carvalho que foi um dos destaques do evento.

Desta vez, o Professor Paulo traz a reflexão sobre Vivermos no Automático ou com Propósito e faz alguns questionamentos como: “O que você quer fazer antes de morrer?” ou “Você vai ser tornar irrelevante?”

Responder essas perguntas depende de uma coisa: SUA ESCOLHA! No vídeo a seguir, você irá conhecer a história do caminho que ele trilhou para fazer a sua própria escolha e responder essas perguntas.

TRANSCRIÇÃO DO VÍDEO:

What you do you want to do before dying? I’ve already heard lots of different answers to this question: “climb Mount Everest”, “have grandchildren”, “go from SJC to Alaska by bike”, “write a book”, “have a great new love”, “live life to its fullest”, “ask forgiveness for my sins”. but I had no idea the impact one answer would have on me.

O que você quer fazer antes de morrer? Eu já ouvi muitas respostas para essa pergunta: “escalar o Monte Everest”, “ter netos”, “ir de SJC ao Alasca de bicicleta”, “escrever um livro”, “ter um grande novo amor”, “viver a vida plenamente”, “pedir perdão pelos meus pecados”, mas eu não tinha ideia do impacto que uma resposta teria sobre mim.

This question was inspired in the project “Before I die, I want to…” by artist Candy Chang. Her goal is to allow people to share their hopes and dreams. So, in December of 2019, when I got the answer,  “I want to keep on working”, it struck me as an ambition I wouldn’t pursue.

Esta pergunta foi inspirada no projeto “Antes de morrer, eu quero…” da artista Candy Chang. Seu objetivo é permitir que as pessoas compartilhem suas esperanças e sonhos. Então, em dezembro de 2019, a resposta: “Eu quero continuar trabalhando”, isto se apresentou como uma ambição que eu não perseguiria.

My relationship with work has always been very clear.  I’m passionate about my job and I make a point of committing myself to it, but it didn’t represent who I was. My dedication to my wife, my children, and my parents defined my essence. I strive to be a role model, to be supportive, to be silly, to be a travel companion, to be a storyteller. My inner conflicts arise when I judge I was not the best husband, father, or son I could have been. Providentially, the answer, “I want to keep on working”, was my father’s.

Minha relação com o trabalho foi sempre muito clara. Sou apaixonado pelo meu trabalho e sou comprometido a ele, mas ele não representava quem eu era. Minha dedicação à minha esposa, meus filhos e meus pais definia minha essência. Eu me esforço para ser um exemplo, participante, ser bobo, ser companheiro de viagem, ser um contador de histórias. Meus conflitos internos surgem quando julgo que não fui o melhor marido, pai ou filho que poderia ter sido. Providencialmente, a quem respondeu, “Eu quero continuar trabalhando”, foi meu pai.

My father is a hard-working doctor, but he is also an adventurer. Riding motorcycles, flying airplanes, paragliding, scuba diving with sharks, venturing through the wetlands of Pantanal and the Amazon are some of the things he has already done.

Meu pai é um médico dedicado, mas ele é também um aventureiro. Andar de motocicleta, pilotar avião, voar de parapente, mergulhar com tubarões, se aventurar pelos Pantanal e Amazônia são algumas das coisas que ele já fez.

When I inquired why he wanted to carry on working so hard he first replied that he still wanted to contribute to society, but then he added “Actually, I don’t want to become irrelevant!” I went from pride to perplexity like crashing a car. a flash of time that took forever.

Quando perguntei por que ele queria trabalhar tanto, ele primeiro respondeu que ainda queria contribuir para a sociedade, mas depois acrescentou: “Na verdade, não quero me tornar irrelevante!” Meu orgulho mudou para perplexidade como um acidente de carro, um instante que durou uma eternidade.

My father is an obstetrician who has literally delivered tens of thousands of children. He has helped  several couples  to fulfill their impossible dream. Life and death are part of the medical routine, but one of my favorite memories is of my father saying that he chose to become an obstetrician because there is no greater celebration of life than the birth of a child.

Meu pai é um obstetra que já fez o parto de dezenas de milhares de mulheres. Ele ajudou vários casais a realizar seu sonho impossível. Vida e morte fazem parte da rotina médica, mas uma das minhas lembranças favoritas é a de meu pai dizendo que escolheu ser obstetra porque não há celebração maior da vida do que o nascimento de uma criança.

How can such a person ever become irrelevant?

Como essa pessoa pode se tornar irrelevante?

My father explained that he had read a book that impressed him deeply,  Homo Deus: A brief history of tomorrow  by Yuval Noah Harari. He told me that technology is evolving so fast and intensely that human beings will become irrelevant.

Meu pai explicou que ele havia lido um livro que o impressionou profundamente, Homo Deus: Uma breve história do amanhã de Yuval Noah Harari. Ele me disse que a tecnologia está evoluindo tão rápida e intensamente que os seres humanos se tornarão irrelevantes.

“Technology is going to take our place!”

“Tecnologia vai tomar o nosso lugar!”

“I need to keep on working!”

“Eu preciso continuar trabalhando!”

“I can’t be irrelevant!”

“Eu não posso ser irrelevante!”

I was saddened by my father’s imminent and alarmist fear.

O medo iminente e alarmista de meu pai me entristeceu.

Machine domination over humans is an old concern. When I talk about this subject with my students, I usually argue that before fearing we must first understand what technology is. Any resource created by humans over the course of evolution is technological advancement. So, evil outcomes and extraordinary feats aren’t conceived in artificial minds.

O domínio das máquinas sobre os humanos é uma preocupação antiga. Quando converso sobre esse assunto com meus alunos, costumo argumentar que, antes de temer, devemos primeiro entender o que é tecnologia. Qualquer recurso criado pelos humanos ao longo da evolução é avanço tecnológico. Portanto, resultados malignos e feitos extraordinários não são concebidos em mentes artificiais.

Perhaps we should ask ourselves why machines are more efficient than us? Is it because we are living mechanically and not passionately? We must celebrate life and not fear the future. But then a new fear took over the world, the COVID-19 pandemic.

Talvez devêssemos nos perguntar por que as máquinas são mais eficientes do que nós? Será que vivemos mecanicamente e não emocionalmente? Nós devemos celebrar a vida e não temer o futuro. Mas então um novo medo tomou conta do mundo, a pandemia do COVID-19.

All the uncertainties the future held, became unarguably terrifying. Day after day, death was celebrated with the death toll being painstakingly broadcasted and obsessively followed around the world.

Todas as incertezas reservadas ao futuro tornaram-se indiscutivelmente aterrorizantes. Dia após dia, a morte era celebrada com o número de mortos sendo minunciosamente transmitido e obsessivamente acompanhado ao redor do mundo.

It took me some time to understand how grave the situation was, and as a person who could finally fulfill his dream of working from home so I could  be with my children, I was astounded to realize that I was working 16, 20 and even 38-hour shifts, and I was spending less time with my family. But, as the days went by, I abandoned my initial skepticism, technological challenges became routine, and I managed to squeeze some breaks within the long work hours to spend a little time with my family.

Eu levei algum tempo para entender o quão grave a situação era, e como uma pessoa que finalmente realizaria seu sonho de trabalhar em casa para estar com meus filhos, fiquei surpreso ao perceber que trabalhava turnos de 16, 20 e até 38 horas e eu passava menos tempo com minha família. Mas, com o passar dos dias, abandonei meu ceticismo inicial, os desafios tecnológicos se tornaram rotina, e consegui fazer alguns intervalos nas longas horas de trabalho para ficar um pouco com minha família.

As a matter of fact, we were blessed by our decision to quarantine in my father’s farm. Our confinement offered freedom that most people didn’t have, but I would be lying if I said we didn’t have to face our inner demons. Still, the lushness of nature offered us comfort that couldn’t be found in social media.

Na verdade, nossa decisão de ficar em quarentena na fazenda de meu pai foi uma benção. Nosso confinamento oferecia liberdade que a maioria das pessoas não tinha, mas eu estaria mentindo se dissesse que não tivemos que enfrentar nossos demônios interiores. Ainda assim, a exuberância da natureza nos oferecia conforto que não é encontrado nas redes sociais.

When talking to my students during classes, the fear, uncertainty, and frustration that many felt was evident. Benefits like avoiding daily traffic jams or having every family member safe at home didn’t offer enough comfort. That’s why several times the scheduled content for the class was left out and I would virtually sit around with them to talk about our feelings. At that time, I used to begin my classes by sharing tokens of nature that I had recorded in the countryside – birds, flowers, or the sunrise. The tiny squares that everyone was forced to face every day would become broad windows that allowed the contemplation of nature. Regardless, work demands were swelling again.

Ao conversar com meus alunos durante as aulas, o medo, incerteza e frustração que muitos sentiam eram evidentes. Benefícios como evitar engarrafamentos diários ou ter todos os membros da família seguros em casa não oferecia conforto suficiente. É por isso que várias vezes o conteúdo programado para a aula era deixado de fora e eu me sentava virtualmente com eles para falar sobre nossos sentimentos. Naquela época, eu costumava começar minhas aulas compartilhando imagens da natureza que eu havia registrado – pássaros, flores ou o nascer do sol. Os minúsculos quadrados que todos eram obrigados a encarar diariamente se transformavam em amplas janelas que permitiam a contemplação da natureza. Apesar disso, as demandas de trabalho aumentam novamente.

I have been a teacher for 20 years and learning and developing new skills is a permanent need, but from one week to the next it became an urgent need. The search for new digital tools trapped me in front of the computer. Tutorials were watched at twice the speed to learn in half of the time. Deadlines for posting video lessons, correcting activities, delivering reports, online meetings occupied my mind 24 hours a day.

Sou professor há 20 anos e aprender e desenvolver novas habilidades é uma necessidade permanente, mas de uma semana para a outra tornou-se uma necessidade urgente. A busca por novas ferramentas digitais me prendia ao computador. Tutoriais eram assistidos no dobro da velocidade para aprender na metade do tempo. Prazos para postar videoaulas, corrigir atividades, entregar relatórios, reuniões online ocupavam minha mente 24 horas por dia.

I needed to keep on working to manage my anxiety.

Eu precisava continuar trabalhando para controlar minha ansiedade.

There are some defining moments in our lives. My essence changed. I became a workaholic.

Existem alguns momentos decisivos em nossas vidas. Minha essência mudou. Eu me tornei um workaholic.

This is a very common and even praised condition nowadays. However, my family was no longer the priority in my mind, and it was painful. Nevertheless, I knew I had to fulfill my professional obligations. But as Pope Francis said in his latest TED talk we are never the same after a crisis and after this crisis we cannot be the same. For me, this means that CHANGES ARE INEVITABLE and that’s why it’s necessary to CHOOSE how to live with them.

Essa é uma condição muito comum e até admirada hoje em dia. No entanto, minha família não era mais a prioridade em minha mente e isso foi doloroso. Mesmo assim, eu sabia que precisava cumprir minhas obrigações profissionais. Mas, como o Papa Francisco disse em seu TED talk mais recente: nós nunca somos os mesmos depois de uma crise e depois desta crise não podemos mais ser os mesmos. Para mim, isso significa que AS MUDANÇAS SÃO INEVITÁVEIS e por isso é necessário ESCOLHER como viver com elas.

Isolation and social distancing, however important, created barriers that required creativity to be overcome. And through technology new opportunities have emerged. I became a character in stories and shared adventures with my SUPERCOOL students. My YouTube videos have become the stage  to remind my students what kind of people they had aspired to be before the pandemic numbed so many dreams. And as working has been the focus of my routine, my family was incorporated into it. They tested the games I created. My wife and children were recruited to produce photos and videos. My wife helps me organize all the remote appointments that happen on a daily basis.

Isolamento e distanciamento social, por mais importantes que sejam, criaram barreiras que exigiram criatividade para ser superadas. E por meio da tecnologia, novas oportunidades surgiram. Eu virei um personagem de histórias e compartilhei aventuras com meus SUPERCOOL STUDENTS. Meus vídeos no YouTube se tornaram o palco para lembrar meus alunos que tipo de pessoa eles aspiravam ser antes que a pandemia paralisasse tantos sonhos. E como o trabalho tem sido o foco da minha rotina, minha família foi incorporada a ela. Eles testaram os jogos que eu criei. Minha esposa e filhos foram recrutados para produzir fotos e vídeos. Minha esposa me ajuda a organizar todos os compromissos remotos que acontecem diariamente.

I’m not a futurologist, so I have no intention of predicting possible or probable futures. But there’s something I can assert: The one permanent fact present in history is that EVERYTHING CHANGES, the world, technology, or the lives of each living being. That’s why we must not steer clear of changes, but we should grow with them. Our struggle is against the things that diminish us, such as hatred, corruption, prejudice, and indifference.

Eu não sou um futurólogo, por isso não pretendo prever futuros possíveis ou prováveis. Mas há algo que posso afirmar: o único fato permanente na história é que TUDO MUDA, seja o mundo, a tecnologia ou a vida de cada ser vivo. É por isso que não devemos evitar mudanças, mas devemos crescer com elas. Nossa luta é contra as coisas que nos diminuem, como ódio, corrupção, preconceito e indiferença.

Then, what I have to say to my dad and the people who fear that technology is going to replace us is this: Technology is our tool, and as members of the human race we must use it for the benefit of our planet, to reduce social inequality, to provide education for all people, and to allow each individual to live with dignity. People are not products with planned obsolescence. HUMAN BEINGS BECOME IRRELEVANT WHEN THEY CHOOSE TO ABANDON THEIR PURPOSE.

Então, o que tenho a dizer ao meu pai e às pessoas que temem que seremos substituídos pela tecnologia é o seguinte:  tecnologia é nossa ferramenta e, como membros da raça humana, devemos usá-la para o benefício de nosso planeta, para reduzir a desigualdade social, para proporcionar educação a todas as pessoas e permitir que cada indivíduo viva com dignidade. Pessoas não são produtos com obsolescência programada. O SER HUMANO TORNA-SE IRRELEVANTE QUANDO ESCOLHE ABANDONAR O SEU PROPÓSITO.

So before I die, I choose to be a husband, to be a father, to be a son, to be a teacher, and to be relevant in the lives of the people who define who I am.

Portanto, antes de morrer, eu escolho ser marido, pai, filho, professor e ser relevante na vida das pessoas que definem quem eu sou.

 


Vivemos no Automático ou com Propósito

CC BY 4.0 Vivemos no Automático ou com Propósito by Jornalismo Colaborativo is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Jornalismo Colaborativo

Principal site de Jornalismo Colaborativo, destaque no Intercom – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação XXIII / Prêmio Expocom 2016 e referência em startups de jornalismo na 300ª edição da Revista Imprensa em 2014.

Outras Publicações